TRABALHO EM EQUIPE E GESTÃO DO CONHECIMENTO NO CHÃO DE FÁBRICA NA INDÚSTRIA PARANAENSE

Eduardo Luis Paixão Pereira, Gabriel Baggio Mendes, José Vicente Bandeira de Mello Cordeiro

Resumo


De que forma se organiza o trabalho no chão de fábrica das empresas industriais e como ele impacta os resultados obtidos pela gestão do conhecimento do nível operacional? Se por um lado a literatura e a prática vêm apontando para os grupos com autonomia restrita como arranjos mais adequados à implementação da produção enxuta, autores da área organizacional insistem que a maior efetividade da gestão de conhecimento no chão de fábrica demandaria mais autonomia dos grupos de trabalho. Este trabalho é uma continuidade da pesquisa sobre organização da produção e gestão do conhecimento no chão de fábrica, iniciada em 2014, com a proposta de um modelo e estudos de casos múltiplos no setor de autopeças. A fim de de generalizar conclusões da pesquisa anterior, buscou-se caracterizar o nível de autonomia das equipes de chão de fábrica das empresas industriais de médio e grande porte da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) e, além disso, das práticas e do resultado obtido com a gestão do conhecimento dos operadores. T bém buscou-se identificar a relação existente entre a autonomia das equipes do chão de fábrica e os resultados da gestão do conhecimento. Para isso, foi conduzido um survey. Concluiu-se haver predominância de equipes de trabalho com autonomia entre baixa e média, práticas de gestão do conhecimento no chão de fábrica caracterizadas pelo baixo desempenho e uma fraca correlação entre estas duas variáveis, evidenciando a não dependência dos resultados da gestão do conhecimento em relação à autonomia das equipes de trabalho.

Palavras-chave: Gestão do Conhecimento no Chão de Fábrica. Trabalho em Equipe. Organização da Produção. Autonomia.


Palavras-chave


Gestão do Conhecimento no Chão de Fábrica. Trabalho em Equipe. Organização da Produção. Autonomia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.