AUTOESTIMA EM PORTADORES DE HANSENÍASE E DIABETES: VARIÁVEIS DAS ESCALAS SALSA E PARTICIPAÇÃO COM O APOIO DAS REDES BAYESIANAS

Aline Lago Takahara, Dennys Robson Girardi

Resumo


Diante da compreensão dos motivos que levam portadores de hanseníase a se diferenciarem dos portadores de diabetes, houve necessidade de analisar, a partir de dados estatísticos, como a autoestima está relacionada às respectivas doenças e como ela se comporta na relação com as diversas variáveis das Escala SALSA e Escala de Participação. Para isso foram utilizadas as Redes Bayesianas, que realizam a correlação entre as variáveis selecionadas, a fim de gerar um resultado, usando probabilidade condicional de acordo com os dados fornecidos. Os resultados obtidos indicam que há correlação entre a autoestima e as variáveis selecionadas, fazendo com que os pacientes tenham menor autoestima na medida em que o nível das limitações de atividades são maiores. Embora o resultado favoreça as primeiras hipóteses, a principal diferença na autoestima não está relacionada diretamente às diferenças entre as duas doenças, mas sim ao sexo, onde os homens se mostraram mais vulneráveis à autoestima baixa.

Palavras-chave


Hanseníase. Diabetes Mellitus. Redes Bayesianas. Autoestima

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.