O CONSUMO DO TÊNIS COMO EXPERIÊNCIA: UMA ANÁLISE EM PERSPECTIVA INTERDISCIPLINAR

Mayara Maria Corrêa, Marina Machado Mota, Maureen Isabelle dos Santos Rosa, Caroline Cavalcanti de Oliveira

Resumo


O artigo parte da observação de que o caráter experiencial tem sido utilizado como elemento de inovação nas relações de mercado, evidenciando a superação da suficiência dos bens e serviços por si próprios e a conexa expectativa de participação dos sujeitos nos processos de consumo. O estudo busca compreender como o tênis contempla os discursos referentes à chamada economia da experiência bem como os materializa os processos de estetização da experiência. Por meio da pesquisa exploratória, é investigada a comunicabilidade do objeto empírico, considerando-se um conjunto que engloba a pressuposição, a incitação, a simulação e a materialização das vivências estéticas, seja por meio do design, das formas de divulgação ou do potencial de circulação nos diversos espaços. São apresentadas, portanto, análises da projeção experiencial com o consumo do tênis em perspectiva interdisciplinar, e é também proposta uma abordagem tipológica de suas manifestações. Um destaque ainda é conferido à interferência das condições trazidas pela pandemia com a covid-19 ao contexto analisado, o que não apenas motivou a realização da pesquisa como possibilitou realizar algumas das reflexões aqui apresentadas em relação às alterações de cenário de consumo.



Palavras-chave


Experiência. Consumo. Tênis. Estetização. Tendência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.