QUESTÕES SOCIOCULTURAIS E CORPOREIDADE EM MULHERES OBESAS, SOB UM OLHAR DA PSICOLOGIA COMPLEXA

Nayra Virmond de Assis, Isabel Cristina Rocca Sol, Maria do Desterro de Figueiredo

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo propor uma discussão em relação ao feminino e seus aspectos psicológicos, a influência sociocultural e os padrões de beleza na contemporaneidade enquanto gatilhos de um processo sintomático, que pode gerar sofrimento em    mulheres na condição de obesidade. Trata-se de ampliar a compreensão fenômeno da obesidade e a cirurgia bariátrica para além da dimensão meramente física e epidêmica. Este estudo se classifica como uma pesquisa de campo, de forma qualitativa, realizada com  cinco mulheres entre trinta e sessenta anos de idade, que passaram pela cirurgia bariátrica há pelo menos dois anos, através de entrevista semiestruturada e de forma não probabilística. O levantamento dos dados e a investigação dos discursos ocorreram no Centro Médico do Serviço de Endocrinologia e Metabologia do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná – SEMPR, entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018. A metodologia utilizada refere-se aos métodos e conceitos de C.G. Jung para a análise de resultados proposto por Penna (2007), englobando tanto o contexto pessoal quanto o contexto coletivo dos acontecimentos que envolvem uma cultura. De acordo com as entrevistas concedidas, os aspectos em relação a representação da imagem corporal pessoal e a influência  sociocultural podem surgir como imperativos na decisão de realizar procedimentos, como a cirurgia bariátrica.

Palavras-chave


Obesidade. Imagem Corporal. Mulheres. Sombra. Sociedade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.